Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Brasil lidera defini??o de pol?ticas de preven??o do c?ncer para Am?rica Latina e Caribe



01/11/2007
De 25 a 28 de novembro, o Brasil sediar? o mais importante encontro mundial da ?rea do c?ncer, o 2nd International Cancer Control Congress (ICCC 2007). Trazido para o Rio de Janeiro pelo Instituto Nacional de C?ncer (INCA) - que completa 70 anos de atividades - o congresso ser? aberto pelo ministro da Sa?de, Jos? Gomes Tempor?o, e conta com o apoio da Organiza??o Mundial de Sa?de (OMS) e a participa??o dos principais organismos internacionais de combate ao c?ncer, entre os quais a Associa??o Nacional de C?ncer dos EUA, a Organiza??o Pan-Americana de Sa?de (Opas), a Ag?ncia de Sa?de P?blica do Canad?, o Instituto Nacional de Tumor (It?lia), a Funda??o de C?ncer da China, a Sociedade de C?ncer de Nova Zel?ndia, O Instituto Nacional de C?ncer do Egito, entre outros. O objetivo central ? refor?ar a ?tica mundial do c?ncer como problema de sa?de p?blica e fomentar a cria??o de pol?ticas globais que ampliem a preven??o e o diagn?stico precoce da doen?a, racionalizem os gastos p?blicos, reduzam a incid?ncia de novos casos e melhorem a qualidade de vida de milh?es de pacientes.



Mais de 500 especialistas de diferentes pa?ses participar?o dos quatro dias de evento, que contar? com 415 trabalhos cient?ficos e confer?ncias apresentando resultados de pesquisas, novas estrat?gias de preven??o, proje??es de expans?o e custos do tratamento. A programa??o foi montada para oferecer um grande painel sobre a situa??o atual da doen?a no Brasil e no mundo. No dia 26 de novembro ? v?spera do Dia Nacional de Combate ao C?ncer ? o INCA far? uma coletiva para a imprensa onde apresentar? as novas estat?sticas sobre a incid?ncia dos casos de c?ncer no Brasil em 2008. Em seguida, ser? lan?ado o Pr?mio Inca ? Ary Frauzino de Jornalismo aos profissionais que se destacaram na cobertura jornal?stica impressa do C?ncer em 2007.



Segundo o diretor-geral do INCA, Luiz Antonio Santini, o papel da informa??o para a preven??o ? determinante. Atualmente, o c?ncer do colo de ?tero - preven?vel, trat?vel e cur?vel - ? o segundo de maior incid?ncia e a quarta causa de morte em mulheres no Brasil. Um dos problemas identificados ? que se atua em uma fase tardia da doen?a, onde os sintomas e sinais j? est?o instalados. ?No caso das mulheres, tomar consci?ncia da import?ncia do exame preventivo pode representar a diferen?a entre vida e morte?, explica Santini, que tamb?m ? o coordenador-geral do congresso.





No ?ltimo ano, foram registrados 130 mil ?bitos e estimados 470 mil casos novos de c?ncer no Brasil. Um volume maior do que o n?mero de casos de Aids acumulados em 24 anos. Entre 1979 e 2003, a taxa de mortalidade pela doen?a cresceu 30% e os gastos do governo federal na assist?ncia oncol?gica de alta complexidade aumentaram em 103%, de 2000 a 2005. A Pol?tica Nacional de Aten??o Oncol?gica, lan?ada em dezembro de 2005 pelo Minist?rio da Sa?de (MS), foi uma medida para lidar com esta situa??o. Para Santini, a realidade brasileira se insere no quadro mundial. ?A OMS calcula que o n?mero estimado de novos casos de c?ncer em todo o mundo chegar? a 15 milh?es em 2020. A doen?a j? ? a segunda causa de mortes no mundo. Atualmente 20 milh?es de indiv?duos vivem com c?ncer, sendo que cerca de 10 milh?es morrem anualmente. A incid?ncia tem aumentado tanto nos pa?ses desenvolvidos como nos em desenvolvimento, como resultado da crescente exposi??o a fatores de risco e do aumento da expectativa de vida?, afirma o diretor-geral do INCA.



Segundo Simon Sutclif, presidente da Ag?ncia Canadense de Controle e Pesquisa de C?ncer (BC Cancer Agency), o evento fomentar? uma colabora??o global para trabalhar por solu??es realistas - considerando culturas e localiza??es geogr?ficas distintas ? e atingir um n?vel mais efetivo do controle do c?ncer dirigido ?s bases das popula??es.



Conhe?a alguns dos 450 trabalhos que ser?o apresentados no ICCC 2007



1. Cresce o n?mero de pacientes que entram na Justi?a para que o SUS custeie o tratamento quimioter?pico contra o c?ncer. Gastos do governo aumentaram 450% nos ?ltimos anos, pulando R$ 18 milh?es para R$ 82 milh?es.



2. Pa?ses desenvolvidos ter?o mais do que o dobro de casos de c?ncer do que os pa?ses em desenvolvimento, at? 2020. A principal causa ? o envelhecimento da popula??o.



3. Com um computador port?til e um sistema de localiza??o por sat?lite, equipes de Programa de Sa?de da Fam?lia, na Para?ba, est?o recolhendo dados de mulheres para detec??o precoce do c?ncer de mama no estado.



4. Contra o c?ncer de pele: projeto sugere a diminui??o dos impostos e dos pre?os de protetores solares e a cria??o de um ?disque dermatologia?.



5. Programa brasileiro de treinamento para pediatras pode ser solu??o para o diagn?stico tardio do c?ncer em crian?as.



6. Disseminar informa??es sobre preven??o de c?ncer usando elementos do folclore amaz?nico. Foi dessa forma que um hospital da regi?o Norte do Brasil desenvolveu uma s?rie de hist?rias tratando de riscos, preven??o, sinais e sintomas do c?ncer. Material ? distribu?do em cidades e regi?es ribeirinhas.



7. Entre 2008 e 2010, o tratamento do c?ncer em est?gios avan?ados ser? quase oito vezes mais caro do que a detec??o na fase inicial e sete vezes mais dispendioso do que os gastos com a??es de preven??o.



8. A realidade da car?ncia dos servi?os oncol?gicos em v?rias cidades brasileiras.



9. BRASILEIROS FUMAM MENOS. O decl?nio do h?bito de fumar no Brasil, nos ?ltimos anos, foi um dos maiores do mundo.



10. O tratamento e a preven??o do c?ncer t?m como barreira as dificuldades s?cio-econ?micas dos pacientes e de suas fam?lias. Para minimizar o fator ?pobreza?, um projeto desenvolvido no Nordeste oferece ?s fam?lias de crian?as atingidas pela doen?a apoio psicol?gico, nutricional e odontol?gico, doando cestas b?sicas, filtros de ?gua, camas, reformando suas casas e encontrando trabalho para seus pais.



Fonte : SB Comunica??o - 01/11/2007



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 478 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)