Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Comissão aprova 18,7% da receita da União para saúde e rejeita novo tributo


Foto: Divulgação/Internet
Comissão aprova 18,7% da receita da União para saúde e rejeita novo tributo
A comissão rejeitou o parecer do relator, Nazareno Fonteles (PT-PI), que criava a Contribuição Social para a Saúde (CSS), nos moldes da antiga CPMF.


20/11/2013
A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (20) proposta que destina 18,7% da receita corrente líquida da União para a saúde, sem a criação de novo tributo. Segundo o texto, esse percentual será atingido em 2018, de forma escalonada, começando em 15% no ano que vem.

O texto aprovado foi o voto em separado do deputado Osmar Terra (PMDB-RS) ao projeto de lei complementar 123/12. Antes, a comissão rejeitou o parecer do relator, Nazareno Fonteles (PT-PI), que destinava 19% da receita corrente líquida da União para a saúde e criava a Contribuição Social para a Saúde (CSS), com alíquota de 0,1% sobre a movimentação financeira, nos moldes da antiga CPMF.

O texto de Fonteles também criava um fundo contábil com recursos da CSS e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) devida pelas instituições financeiras, a ser usado em ações de saúde.
Fonte : Agência Câmara



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 914 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)