Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Comissão de Seguridade Social analisa projeto que obriga aviso em hospitais sobre horário dos médicos


Foto: Internet
Comissão de Seguridade Social analisa projeto que obriga aviso em hospitais sobre horário dos médicos



14/10/2013
Hospitais e postos de saúde públicos e privados deverão colocar em local visível informações sobre horário de atendimento de seus profissionais e sua área de atuação. Proposta (PL 5170/13) analisada pela Comissão de Seguridade Social determina que a escala, colocada em local visível, deve ter no mínimo 24 horas.O projeto ainda vai ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça.

O substitutivo apresentado pela relatora Gorete Pereira (PR-CE) incluiu outros pontos, entre eles o que determina a existência de uma tabela de estoque atualizada diariamente nos locais onde haja distribuição de medicamentos.

Para a deputada, com essas medidas simples, é possível melhorar o atendimento à população, além de permitir melhor controle por parte da sociedade.

"Se tiver esses horários, ele pode formar com aquele médico certa relação e dizer: só vou no dia tal porque no dia tal eu sei que é o médico que me atendeu a primeira vez e eu não vou ter que contar a minha história a cada vez diferente a cada médico."

Lia Feitosa, usuária do SUS, afirmou que o quadro com os horários e as especialidades médicas vai dar mais agilidade para que o paciente se organize ou procure outro lugar para ser atendido naquela especialidade. Ela explica como funcionam hospitais e postos de saúde atualmente.
"Às vezes tem o nome, mas não tem os horários. E muitas vezes você encontra o nome e o médico não se encontra."

A proposta determina também que os dados sejam disponibilizados nos sítios eletrônicos das instituições. No caso dos hospitais públicos, os dados estarão disponíveis na página da secretaria de saúde ou do Ministério da Saúde. O projeto que determina a colocação em lugar visível das escalas dos profissionais de saúde ainda vai ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça.
Fonte : Rádio Câmara



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 733 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)