Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Médicos poderão influenciar votos na próxima eleição, destaca coluna da Época


Foto: Internet
Médicos poderão influenciar votos na próxima eleição, destaca coluna da Época
A FENAM defende que programa da presidente Dilma Rousseff fere os direitos trabalhistas básicos dos profissionais.


06/08/2013
Em sua coluna desta semana na Revista Época, Felipe Patury, destaca que os médicos do Brasil (aproximadamente 400 mil) poderão influenciar na decisão dos votos de 40 milhões de eleitores, de acordo com o levantamento da Federação Nacional dos Médicos (FENAM). O número de votos representa, pelo menos, 30% do total dos brasileiros que votaram na última eleição.

A entidade defende que o programa criado pela Medida Provisória 621 da presidente Dilma Rousseff, o Mais Médicos, fere os direitos trabalhistas básicos dos profissionais, como carteira assinada, entre outros. Além disso, a briga das entidades médicas com o governo federal também foi acirrada pelos vetos da presidente à Lei do Ato Médico, que versa sobre as prerrogativas e competências dos profissionais de medicina.
Fonte : Valéria Amaral (Imprensa FENAM)



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 8752 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)