Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

FENAM diz que balanço do Mais Médicos mostra consciência da classe


Foto: Internet
FENAM diz que balanço do Mais Médicos mostra consciência da classe
O balanço final do Programa contabilizou 3.891 médicos com diploma brasileiro que finalizaram o cadastro. O total corresponde a 21% dos 18.450 dos brasileiros e estrangeiros que tinham se inscrito.


30/07/2013
O presidente da Federação Nacional de Medicina (FENAM), Geraldo Ferreira, disse nesta segunda (29) que o balanço do Programa Mais Médicos mostra uma consciência de classe dos profissionais. O Mais Médicos totalizou 3.891 médicos com diploma brasileiro que confirmaram a inscrição. Dos 1.920 médicos com diploma estrangeiro que se inscreveram, 766 confirmaram a inscrição. Os estrangeiros tem até o dia 8 de agosto para concluir a entrega dos documentos.

"Há consciência da classe de que não pode ser explorada. Acho que isso está bem firme no ideário do médico brasileiro. E nem permitir que o médico estrangeiro venha servir de mão de obra escrava no Brasil. Há uma rejeição a isso", disse Geraldo Ferreira a jornalistas.

O presidente da FENAM negou que as entidades médica tenham se organizado para atrapalhar o programa. Durante o período de inscrições, o Ministério da Saúde suspeitou que profissionais estavam se inscrevendo apenas para tumultuar o processo e pediu apuração da Polícia Federal. Em balanço divulgado na última sexta-feira (26), o ministério registrou que, dos 18.450 inscritos, 8.307 apresentaram números inválidos de registros em conselhos regionais de Medicina.

"Por parte da entidade médica não houve qualquer incentivo a isso. Se fôssemos fazer um boicote diríamos que os médicos não se inscrevessem porque estamos combatendo o plano às claras", disse Geraldo Ferreira Filho. Para ele, com o avanço das discussões, os médicos foram compreendendo melhor o programa e concluindo que não seria uma boa opção.

O balanço do Mais Médicos foi apresentado hoje pelo secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mozart Sales, ao participar de audiência pública no Conselho Nacional do Ministério Público. O evento reuniu representantes de entidades médicas como a FENAM e o Conselho Federal de Medicina e representantes dos ministérios da Saúde e da Educação.
Fonte : Agência Brasil



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1473 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)