Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Calamidade nos setores de urgência e emergência é tema de Fórum em Santa Catarina


Foto: Camila Spolti/SIMESC
Calamidade nos setores de urgência e emergência é tema de Fórum em Santa Catarina
Geraldo Ferreira, alertou que a calamidade no setor é nacional e que finalmente a sociedade acordou para clamar, junto com as entidades, por saúde e hospitais de qualidade.


28/06/2013
A situação das urgências e emergências é o tema o XVI Fórum das Entidades Médicas do Estado de Santa Catarina (Femesc), que acontece nos dias 28 e 29 de junho no município de Imbituba (SC). Durante a mesa de abertura do evento, o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Geraldo Ferreira, alertou que a calamidade no setor é nacional e que finalmente a sociedade acordou para clamar, junto com as entidades, por saúde e hospitais de qualidade.

"Há anos estamos na rua reivindicando para que a sociedade se levante e lute conosco. Agora, com esta explosão cívica que percorre o Brasil, percebemos que uma das bandeiras é a saúde e melhorias nos hospitais públicos, onde o povo deixa claro que do jeito que está não pode continuar."

O presidente da FENAM também convocou que todos se unam ao movimento nacional em prol da saúde brasileira, na próxima quarta-feira, dia 3 de julho, para saírem às ruas, levarem suas bandeiras para tentar bloquear a importação de médicos e brigar por uma carreira médica, medida que certamente supriria a falta de profissionais no interior do país.

"É verdade que estamos no meio de uma crise no setor, mas também estamos vivendo um momento rico. A categoria está sendo agredida pelo Governo, mas está respondendo à altura. Agora, temos ao nosso lado a sociedade. Temos que ir às ruas para conseguir os nossos pleitos, apenas nas ruas transformaremos nossas bandeiras em fatos," ressaltou.

O evento, promovido pela Associação Catarinense de Medicina, Conselho Regional de Medicina, Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina e Sindicato dos Médicos da Região Sul Catarinense também contou com a presença de autoridades locais e do presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto D´Avila.

A programação ainda incluiu uma conferência com o coordenador geral da Rede Brasileira de Cooperação de Emergência, Armando de Negri Filho, que destacou o trabalho que vem desenvolvendo desde 2007, em uma campanha nacional pelos direitos humanos na atenção de urgência e emergência.

O especialista apresentou pontos que estão sendo analisados para a criação de uma resolução do CFM para urgências e emergências.

Nenhum paciente internado no corredor ou leitos improvisados e o tempo máximo de espera do paciente de 12 horas nos serviços de atenção básica, foram alguns dos 13 itens elencados por ele neste estudo como metas a serem cumpridas. "Se colocássemos a resolução hoje em prática hoje nenhuma emergência no Brasil estaria aberta," frisou.

No sábado, dia 29, a programação continua onde após uma mesa redonda para debater o tema, os participantes farão sugestões sobre o que pode ser feito para mudar essa realidade. As propostas serão apresentadas na Carta de Imbituba e divulgada publicamente pelas entidades que organizam o evento.

O secretário de direitos humanos, discriminação e gênero da FENAM, José Roberto Murisset, e o secretário de saúde suplementar da entidade, Márcio Bichara, também participam do evento.
Fonte : Imprensa FENAM



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 948 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)