Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Médicos homenageiam senador pelo sua atuação como relator do PL que trata do ‘Ato Médico’


Foto: WSCOM
Médicos homenageiam senador pelo sua atuação como relator do PL que trata do ‘Ato Médico’
O homenageado agradeceu e deixou claro que o relatório aprovado desfaz os mitos que permeavam o assunto.


20/05/2013
Numa solenidade extremamente prestigiada, lideranças médicas homenagearam o senador Cássio Cunha Lima (PSDB/PB) por seus relevantes trabalhos em prol da categoria e em especial a sua atuação como relator do Projeto de Lei que trata do chamado "Ato Médico".

Incialmente o presidente do CRM, João Gonçalves de Medeiros Filho elogiou o texto "conciso e que deixou claro que não se quer restringir as demais categorias como era erroneamente divulgado". Representando a Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Antônio de Pádua Neves, lembrou que a categoria sequer poderia empunhar bandeiras de luta simplesmente por não ter a profissão regulamentada. Ele lembrou também a luta do senador Cássio para que a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), autorizasse o tratamento de portadores de mucopolisacaridose, doença rara que necessitava de autorização do Conep para que o Sistema Único de Saúde procedesse o tratamento dos portadores.

Na sua fala, o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto Luís D’Ávila, parabenizou o homenageado pela sua postura de diálogo não apenas com a categoria dos médicos, mas com todas as demais categorias da área de saúde "o senador se destaca no Senado Federal por ser uma pessoa ponderada e que hoje todos os 400 mil médicos do país estavam homenageando-o por sua postura que após 11 anos de debate em torno desse tema, finalmente esse tema teve andamento após a postura equilibrada do senador paraibano".

O presidente do Sindicato dos Médicos da Paraíba, Tarcísio Campos, considerou justa a homenagem e de fato, concordando com o presidente do CFM, de fato, "todos os médicos agradecem ao senador Cássio Cunha Lima". Já Fábio Rocha, presidente da Associação Médica da Paraíba, destacou a brava luta de todos os médicos e que o desempenho de Cássio neste caso não foi surpresa para ele.

O homenageado agradeceu e deixou claro que o relatório aprovado desfaz os mitos que permeavam esse assunto e que de fato nenhum a categoria da área de saúde seria prejudicada com a aprovação do relatório. Ele lembrou que os desafios da área de saúde continuam e são grandes, tais como a gestão, o grave problema do subfinanciamento e a humanização do setor. Para ele, é preciso rediscutir todo essa temática principalmente no que diz à falta de obrigatoriedade que o Governo Federal tem em aplicar os recursos na saúde, diferente de estados e municípios que têm obrigações constitucionais para investimentos em saúde.

Todos os oradores se mostraram contrários à proposta do Governo Federal de importar médicos cubanos sem que estes cumpram os requisitos de revalidação de diploma, "no que estiver ao meu alcance, podem contar com o meu apoio contra essa tentativa do governo federal de trazer médicos despreparados e que não possuem competência comprovada pelos órgãos de fiscalização" disse o senador Cássio Cunha Lima.
Fonte : WSCOM



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1065 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)