Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Distrito Federal reajusta salário dos médicos da rede pública


Foto: Internet
Distrito Federal reajusta salário dos médicos da rede pública
A ideia é estimular os médicos a se dedicarem à rede pública de saúde.


20/05/2013
Os salários dos médicos da rede pública do Distrito Federal serão reajustados em setembro, conforme o plano de cargos e salários anunciado nesta última quinta-feira (16). O aumento chegará a 66% nos próximos três anos.

O piso salarial de um médico que trabalha 40 horas é R$ 7.838,57 e o teto R$ 12.672,95. O aumento progressivo fará com que em 2015 os valores cheguem a R$ 13.286,70 e R$ 16.207,53, respectivamente. Os salários dos profissionais que fazem metade da carga horária também foi alterado. O piso, em três anos, chegará a R$ 6.643,35 e o teto a R$ 8.103,77.

A ideia é estimular os médicos a se dedicarem à rede pública de saúde. "Um dos grandes problemas da prestação do serviço de saúde é atrair e manter os médicos na rede pública. A nova estrutura de carreira permitirá melhor atendimento de nossa população", explicou o secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda.

Segundo o presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho, o plano de cargos e salários agradou os profissionais do setor. "O anúncio do governo preenche todas as nossas reivindicações".

Fonte : Agência Brasil



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1322 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)