Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: médicos e hospitais suspendem assistência eletiva ao IPE-Saúde



16/05/2013
Na próxima quarta-feira (22), médicos e hospitais credenciados ao IPE-Saúde vão suspender a assistência eletiva aos servidores públicos estaduais, que são os clientes do plano. As cinco entidades que formam o Grupo Paritário (AMRIGS, CREMERS, SIMERS, Federação das Santas Casas RS e FEHOSUL) vão registrar em cartório uma interpelação extrajudicial. O documento dará prazo de 30 dias ao IPE-Saúde para solucionar as questões pendentes, como pagamentos de dívidas do Instituto que datam de 2005, a sinalização clara de reajuste de honorários médicos e tabela de procedimentos. Caso o IPE-Saúde não atenta as exigências, as entidades tomarão medidas administrativas, técnicas e judiciais. Os servidores que têm consultas marcadas no dia 22, terão suas consultas remarcadas.

A decisão foi tomada na noite desta quarta-feira (15) em assembleia geral extraordinária convocada pela Comissão Estadual de Honorários Médicos (CEHM-RS) - formada pelas três principais representativas da categoria-, realizada na Associação Médica do RS (AMRIGS). Os médicos credenciados ao IPE-Saúde estão em Estado de Assembleia Permanente. Também participaram da assembleia o presidente da Federação das Santas Casas do RS, Julio Dornelles de Matos, e o diretor Executivo da Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do RS ( Fehosul), Flávio Borges.

O coordenador da CEHM- RS e diretor do SIMERS, Jorge Eltz, lamentou que a instituição ignora os pleitos e nada propõe de concreto que possa qualificar a relação com os profissionais. "Em recente reunião com IPE-Saúde, representantes do Instituto alegaram problemas orçamentários para não implantar a CBHPM (tabela de valores referenciais de honorários e procedimentos) e não promover reajustes desde 2011. E não há sinal de aumento para este ano", ressaltou Eltz.

No Dia Nacional de Alerta aos Planos de Saúde (25/4/13), as três entidades médicas denunciaram o IPE-Saúde como o plano com a pior remuneração. A consulta vale R$ 47, única abaixo de R$ 50 entre as maiores operadoras. Após o último reajuste, em 2011, referente a 2010, o governo manteve o valor congelado, aumentando a defasagem em relação ao pleito de R$ 80 pela consulta e valores praticados pelo mercado.

Dados da FEHOSUL mostram também a defasagem nos procedimentos. O IPE-Saúde remunera R$ 25,00 por um Raio X de tórax, procedimento sem reajuste há 20 anos. Laboratórios de análises clínicas também estão sem reajustes nos exames há 18 anos. A diária hospitalar do paciente semiprivativo é remunerada pela maioria dos planos em R$ 157,00. O IPE-Saúde paga R$ 71,00. nesta sexta-feira (17), a entidade realiza assembleia para definir os rumos de ação refentes ao IPE-Saúde.

O segundo conselheiro do CREMERS, Isaias Levy, afirmou que o orçamento do IPE-Saúde deste ano é praticamente igual ao de 2012. "O orçamento do IPE-Saúde é de R$ 1,386 bilhão, valor que já foi insuficiente em 2012. O dinheiro terminou na metade de dezembro, sendo que o restante do mês já foi retirado do mês de janeiro deste ano. E pelas informações apuradas pelas entidades do Grupo Paritário, os recursos disponíveis darão somente até outubro próximo", alertou Isaias.

Pesquisa de satisfação
A insatisfação da categoria ficou evidente na apresentação dos resultados da pesquisa da CEHM-RS dirigida aos médicos que trabalham para o IPE-Saúde. De acordo com o diretor da AMRIGS, Jorge Utaliz, dois mil dos sete mil profissionais credenciados ao plano responderam a pesquisa. A baixa remuneração foi apontada por 75,6% como a maior causa de descontentamento em relação ao IPERGS. A maioria (68,7%) não sabe quando irá receber seus honorários e nem quanto irá receber de honorário ao realizar um procedimento pelo IPE (60,7%).

O IPE-Saúde é o maior plano de saúde no Estado. Perde apenas para o Sistema Único de Saúde (SUS) em número de vidas atendidas. O IPERGS possui 1,1 milhão de beneficiários. São 7,2 mil médicos credenciados. O plano tem convênio com 245 hospitais localizados em 225 municípios gaúchos.
Fonte : SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1269 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)