Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

FENAM mantém posição crítica em relação ao Provab


Foto: Internet
FENAM mantém posição crítica em relação ao Provab
Mais de 4 mil médicos começam a atuar em regiões vulneráveis.


01/03/2013
No dia em que mais de 4.000 médicos passam a atender em municípios do Programa de Valorização do Profissional Médico (Provab), a Federação Nacional dos Médicos (FENAM) reitera sua posição crítica em relação à ação. Bolsas de R$ 8 mil mensais serão pagas pelo Ministério da Saúde para atuar em periferias de grandes cidades e interior, onde há dificuldade para contratação de profissionais.

"A FENAM entende que o Programa não contribui para a fixação de mão de obra e principalmente que ele é um obstáculo da concretização dos desejos médicos, que são uma carreira médica nacional e o piso da entidade", ressaltou o presidente da FENAM, Geraldo Ferreira.

Os bolsistas farão especialização em saúde da família e vão cumprir 32 horas de atividades práticas e 8 horas de atividades teóricas, por semana. Por não terem contrato de dedicação exclusiva, poderão trabalhar em outros locais.
Fonte : Fernanda Lisboa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1285 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)