Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

Confira aos debates do IV Encontro de Assessores de Comunicação das Entidades Médicas


Foto: Fernanda Lisboa
Confira aos debates do IV Encontro de Assessores de Comunicação das Entidades Médicas
Mesa de abertura do IV Encontro de Assessores de Comunicação das Entidades Médicas.


29/11/2012
O IV Encontro de Assessores de Comunicação das Entidades Médicas aconteceu nos últimos dias 29 e 30 de novamebro, na na sede do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR). "O erro médico visto pela imprensa e pela sociedade – equívocos de interpretação e mecanismos de defesa" abriu o dia de debates. Na parte da tarde, a programação continuou com o tema "A pauta que nos une – a integração das entidades em prol do médico e da sociedade" e fechou com a abordagem "Em busca do médico perdido – a interação entre as entidades e os profissionais (desafio de comunicação e mobilização)".

O evento tem como objetivos estimular o intercâmbio de experiências entre os profissionais do movimento médico, promover práticas de planejamento em comunicação, discutir a relação entre as entidades e a mídia, avaliar o uso das tecnologias em comunicação, especialmente das novas mídias.

"Nós temos uma grande produção de conteúdo, mas nacionalmente temos dificuldade de ser ouvidos. Os grandes veículos dão a sua versão e se esquecem das entidades médicas. A mídia precisa entender que estamos inseridos na saúde, de forma a nos tornarmos referência", ressaltou o presidente da FENAM, Geraldo Ferreira.

- "O erro médico visto pela imprensa e pela sociedade – equívocos de interpretação e mecanismos de defesa"
Assista na FENAM TV !

O jornalista Marco Antônio Batista, afirmou que a imprensa sempre trata de forma desvantajosa um suposto erro médico e explicou como ela costuma se proceder.

"O repórter conta uma história que acha no local, interpreta procedimentos pelo viés da ignorância, jogando emoção e em pouco tempo temos um estrago expandido pela TV e redes sociais. Não há como justificar o que a reportagem considera injustificável".

Batista ainda aconselhou ao médico ser honesto com o paciente antes e durante o procedimento, como também com a família depois, e ter paciência para lidar com o jornalista.

Segundo o advogado Erial Lopes Haro, o médico deve procurar as assessorias dos sindicatos diante de situações como essas.

"Nós procuramos defender o médico. Antes do profissional se pronunciar, ele deve procurar rapidamente as assessorias jurídica e de comunicação, que inclusive devem funcionar de forma integrada dentro da entidade. Antes de responder à mídia, é de alta relevância saber o que fazer e como fazer", ressaltou.

Ele também explicou que após conversar com o médico , o setor jurídico avalia se cabe uma ação judicial para o caso e auxilia a assessoria para orientar o profissional, se baseando em argumentos da lei para responder à imprensa.

Fechando o tema, o conselheiro Henrique Gonçalves, destacou a importância das três profissões (médicos, jornalistas e advogados) e de se evitar uma guerra entre ambas, reconhecendo que que há a existência de maus profissionais em todas as áreas.

"O erro médico é quando o profissional age com imperícia, negligência e imprudência e a ética é substituída por outros interesses indevidos. O médico lida com o sigilo do paciente e evidente que o jornalista tem interesse nisso."

- "A pauta que nos une – a integração das entidades em prol do médico e da sociedade".
Assista na FENAM TV

O diretor de comunicação do Conselho Federal de Medicina (CFM), Desiré Carlos Callegari, explicou a comunicação dentro do papel das entidades médicas. Ele frisou que o trabalho articulado do CFM, FENAM e AMB, como no último protesto nacional contra os planos de saúde, gera grandes resultados. De acordo com o clipping do CFM, no período de 24 de setembro a 26 de outubro, a produção conjunta das três assessorias de imprensa repercurtiu em 700 matérias em 150 veículos diferentes.

"É possível unir forças em torno de uma agenda comum. Queremos pautas para assinar juntos e resultar em um somatório de efeitos, como aconteceu na paralisação da categoria em outubro e utilizando a mídia espontânea, que economiza no orçamento", afirmou.

Seguindo o tema, o diretor de comunicação da FENAM, Waldir Cardoso, enfatizou o seu discurso em achar a pauta que une as três entidades, dentro da vocação de cada uma, e repercutir a matéria nas bases.

"Acredito que a pauta que nos une é a defesa do interesse do médico de acordo com o interesse da sociedade. Nós temos uma unidade de pensamento que foi construída nos últimos anos e o desafio é levar o trabalho para as regiões, estados e municípios".

Ele citou como bandeiras comuns a posição acerca da abertura de escolas, da revalidação de diplomas, da regulamentação da medicina, da carreira médica e da relação com os planos de saúde.

- "Em busca do médico perdido – a interação entre as entidades e os profissionais (desafio de comunicação e mobilização)"

A abordagem "Em busca do médico perdido – a interação entre as entidades e os profissionais (desafio de comunicação e mobilização)" fechou o primeiro dia de debates no encontro.

De acordo com o jornalista Robinson Machado, faz-se necessário que a instituição tenha uma comunicação integrada que elabore um planejamento estratégico e siga corretamente o cronograma pré-estabelecido.
O especialista em redes sociais, Walder de Miranda Júnior, lembrou que a produção de relatórios é essencial para analisar e aperfeiçoar o andamento do trabalho.

"Vale a pena mapear o público nas redes, saber o que estão falando, começar a interagir e a partir das métricas descobrir quais assuntos chamam mais atenção, e assim adaptar as ações para alcançar resultados".

Confira abaixo aos debates do segundo dia da programação:

Profissional multifunção nas assessorias e a regionalização da notícia em debate


Fonte : Fernanda Lisboa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1373 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)