Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

"Mercado de Saúde Suplementar" abre a reunião do Conselho Deliberativo da FENAM


Foto: Guilherme Sadeck

Dirigentes do movimento médico de todo o país presentes na reunião do Conselho Deliberativo da FENAM.


22/11/2012
A reunião do Conselho Deliberativo da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) teve início na manhã desta quinta-feira (22), no Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), em Belém. O primeiro dia da programação conta com palestras para enriquecer os temas de interesse da categoria. Dirigentes do movimento médico de todo o Brasil estão presentes e continuarão os debates até a tarde desta sexta-feira (23).

"O encontro vai transcorrer em dois dias e todos vão ter oportunidades de se posicionar e contribuir nas discussões. O objetivo é fazer essa administração superar divergências, onde todos possam participar e construir um plano de estratégia sindical em favor do médico brasileiro", ressaltou o presidente da FENAM, Geraldo Ferreira.

"Mercado de Saúde Suplementar" foi o primeiro tema a ser palestrado por Helton Freitas, diretor presidente da Unimed Belo Horizonte. Em seu discurso, ele explicou como acredita que a saúde suplementar está no seu melhor momento.

"O sistema está em crescimento e o mercado brasileiro inaugura uma nova era, com ingresso de capital internacional, investidores organizados, verticalização de grandes operadoras e formação de redes hospitalares, migração das operadoras para o interior, fortalecimentos dos administradores e endurecimento da regulação".

O secretário de suplementar da FENAM, Márcio Bichara chamou a atenção para os problemas vividos hoje e a dúvida em relação à entrada americana no mercado, com a compra da Amil pela UnitedHealth Group, gigante do setor nos Estados Unidos.

"Já estamos preocupados com questões atuais como pequenas operadoras, baixa remuneração da Unimed e profissionalização da gestão. E a preocupação aumenta com a abertura aos americanos, porque não conhecemos a metodologia utilizada e não sabemos como isso vai realmente afetar a relação de trabalho e até ameaçar".

Freitas também defendeu a Unimed e mostrou o seu desejo para que a Cooperativa fosse tomada como ação estratégica do movimento médico.

"A Unimed é uma ação articulada da categoria para que os médicos se organizem. Gostaria que ela fosse defendida porque envolve a proteção do trabalho médico, a participação econômica, política, o desenvolvimento cooperativista e programas de proteção social".

O tema "Perdas Inflacionárias e do Poder de Compra dos Trabalhadores" abrirá os debates na parte da tarde com o palestrante Pedro Waldo Fernandes da Cunha, professor de Matemática Financeira.

E para fechar a programação, o presidente da FENAM discursará sobre Plano de Carreira e Piso Fenam.
Fonte : Fernanda Lisboa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 908 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)