Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

DF: sindmédico questiona declarações do secretário de saúde


Foto: Sindmédico/DF
DF: sindmédico questiona declarações do secretário de saúde



19/11/2012
O secretário atropela procedimento disciplinar e acusa médicos para se eximir de responsabilidade pelos problemas na rede pública de saúde. Situações ainda mais graves ocorrem no Hospital Regional do Gama.

O caso do parto realizado na porta do banheiro por enfermeiras do Hospital Regional de Ceilândia tem de ser apurado por meio de sindicância da Secretaria de Saúde para que sejam determinadas as responsabilidades pelo ocorrido – sejam elas dos profissionais responsáveis pelo atendimento, seja pelos gestores das unidades de saúde e da própria Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

Mais uma vez o secretário de saúde desrespeita esse procedimento, faz imputação de culpa sem a devida apuração de todos os aspectos envolvidos na questão e simplesmente se omite, transferindo a responsabilidade para os médicos, que não têm o foro privilegiado para apresentar sua versão dos fatos como tem o secretário.

Não são os médicos no plantão que determinam se há vagas para internação. Nesse caso específico, a direção do hospital havia orientado os médicos a impor restrição de atendimento por não haver pessoal suficiente para atendimento dos partos em andamento, os que estavam sendo realizados e casos que chegassem à emergência – a própria família da paciente declarou ter sido informada de que não havia vagas.

A incapacidade da Secretaria em resolver o problema crônico da falta de pessoal nos hospitais públicos ocorrência tem contribuído para que esse tipo de ocorrência e outras mais graves ainda se tornem rotineiras nas unidades de saúde do Distrito Federal, como a que se instalou no serviço de gineco-obstetríca do Hospital Regional do Gama, onde o risco na realização de partos tem aumentado de forma alarmante, o que é corroborado pelo aumento no número de óbitos neonatais naquela unidade de saúde.

O presidente do SindMédico-DF solicitou a presença do subsecretário de Atenção à Saúde, Roberto Bittencourt; do coordenador de Ginecologia e Obstetrícia da SES/DF, Adriano Tavares Bueno; do presidente do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM/DF), Iran Augusto Cardoso; do promotor de Defesa da Saúde, Jairo Bisol; do coordenador geral de Saúde do Gama, Robson Brito: e da equipe de ginecologia e obstetrícia do Hospital Regional do Gama. "Após as declarações do secretário Rafael Barbosa sobre a situação ocorrida em Ceilândia, o convite está estendido a ele, para que tome conhecimento do que ali se passa e não incorra em erro semelhante ao cometido em relação aos colegas médicos de Ceilândia", declara o presidente do sindicato, Gutemberg Fialho. Essa reunião ocorrerá na quarta-feira, dia 21, na sede do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF).

Clique aqui e veja a forma abusiva com que o secretário trata os médicos da secretaria de Saúde do Distrito Federal na entrevista ao vivo, concedida ao DFTV 1ª edição do dia 14 de novembro


Fonte : Sindmédico/DF



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1865 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)