Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

FENAM se posiciona contra o PROVAB e a favor da carreira médica


Foto:
FENAM se posiciona contra o PROVAB e a favor da carreira médica
Decisão está exposta na Carta de Natal, aprovada durante o XI Congresso da entidade


03/07/2012
Médicos de todo país, representados por 53 sindicatos de base votaram e definiram diretrizes a serem desenvolvidas pela Federação Nacional dos Médicos pelos próximos dois anos. As deliberações foram tomadas durante XI Congresso da entidade, realizado de 24 a 26 de maio últimos, em Natal (RN). A "Carta de Natal", ainda está sendo finalizada, antes de sua divulgação oficial, mas trará balizadores de ações em favor do médico brasileiro e de uma saúde com qualidade para a população.

Assim, adianta-se que a FENAM defenderá:

- O Sistema Único de Saúde, conforme a Carta Constitucional de 1988 e a alteração da Emenda Constitucional 29, com destinação de 10% das receitas correntes brutas da União para o setor;

- políticas garantidoras de fixação dos profissionais de saúde e dos médicos, em especial, com eficácia de gestão nos níveis federais, estaduais e municipais;

- implantação de planos de carreira e gestão de recursos humanos eficientes;

- aprovação da lei que regulamenta o exercício da medicina;

- ações políticas e jurídicas contra terceirização da assistência médica no Sistema Único de Saúde; e

- atenção primária à Saúde, com ênfase na Estratégia Saúde da Família como porta de entrada para o sistema de saúde com infraestrutura digna, eficiente e ágil para seu pleno funcionamento.

A FENAM terá postura contrária:

- à criação de novos impostos para a Saúde;

- ao serviço civil obrigatório para médicos;

- ao Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica – PROVAB;

- à abertura indiscriminada de escolas médicas; e

- ao exame de ordem para médicos.

A entidade também enfatiza que lutará pela:

- aprovação da proposta de Emenda Constitucional 454/2009, que cria a carreira de Estado dos médicos no serviço público;

- rejeição de qualquer proposta que vise facilitar a revalidação de diplomas médicos expedidos no exterior;

- garantia que todo egresso em Medicina tenha acesso aos programas de Residência Médica;
Fonte : Imprensa FENAM



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1685 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)