Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Parlamentares manifestam apoio à retirada dos médicos da MP 568/2012


Foto: Fernanda Lisboa
Parlamentares manifestam apoio à retirada dos médicos da MP 568/2012
Representantes das entidades médicas nacionais (FENAM,CFM e AMB), senadores e deputados estiveram presentes na audiência pública para debater a MP 568/2012


05/06/2012
Dezenas de parlamentares estiveram presentes em audiência pública para debater a Medida Provisória 568/2012, realizada nesta terça-feira (05), na Câmara dos Deputados, e manifestaram apoio à retirada dos médicos da matéria. Deputados e senadores reconhecem que há ilegalidade e inconstitucionalidade, já que os artigos 42 a 47 desfiguram a jornada de trabalho da categoria médica e interferem na remuneração, causando uma redução de 50%.

Clique para assistir ao vídeo com depoimentos de parlamentares.

Presente na mesa de debates, o presidente da FENAM, Cid Carvalhaes, deixou claro que a MP é uma falha desastrosa e que a categoria continuará se mobilizando para garantir dignidade ao trabalhador e à saúde dos brasileiros.

"Antes de mais nada, é preciso entender que somos serventuários do povo do nosso país e atendemos às demandas da saúde. O Governo negocia a doença e não vamos nos calar. Carreira de Estado, Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), ingresso e progresso na medicina é o que esperamos. Os médicos saem mais uma vez às ruas e se for preciso faremos uma greve geral".

Depois de ouvir a vários relatos no decorrer do evento, o relator da matéria, o senador Eduardo Braga (PMDB/AM), afirmou que é um desafio fazer justiça a inúmeras categorias, e que para isso, pontos precisam ser reajustados, garantindo que nenhum direito seja prejudicado.

"Essa MP agravou problemas e criou outros. Precisamos enfrentar levando em conta duas questões: primeiro, manter os ganhos e segundo, garantir aos médicos que não haverá perda para os profissionais. Vamos rejeitar qualquer possibilidade de ferir o direito do trabalhador."

As entidades nacionais consideraram bastante proveitosa a audiência pública, uma vez que, o auditório Nereu Ramos estava lotado e contou com a presença massiva da oposição do Governo à MP 568/2012.

"As expectativas são as melhores. Esperamos que o relator tenha clareza a tudo o que foi debatido e leve nossas considerações à presidência e seja feito o devido parecer", completou Cid Carvalhaes.

Confira alguns relatos abaixo:

"Há unanimidade na Comissão contra a MP. Ela só prestou para despertar as pessoas", deputado Luiz Henrique Mandetta (Democratas-MS)

"A MP é uma excrescência. Mistura alhos com bugalhos. A medida é imprestável!", deputado Chico Alencar (PSOL-RJ)

"A MP coloca em risco o SUS. Vamos defender a nossa história e o serviço público!Tenho absoluta certeza da nossa vitória!"deputada Jandira Feghali (PCdoB / RJ)

"Esperamos que o senador Eduardo Braga transmita à presidenta o que está acontecendo e possa ser aplaudido pela sua relatoria", senadora Ana Amélia (PP/RS)

"Com esta MP, o governo pretende privatizar, definitivamente, a saúde no Brasil", deputada Alice Portugal (PCdoB/BA)

"Em 5 legislaturas nunca vi a base do governo ficar contra uma MP enviada pelo executivo como essa", Ronaldo Caiado (DEM/GO)

"Eu e todo o PV estamos contra a MP naquilo que prejudica os trabalhadores e somos a favor dos médicos", senador Paulo Davim (PV/RN)


Fonte : Fernanda Lisboa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 2106 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)