Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Homenagens marcam a abertura do XI Congresso FENAM José Caires Meira


Foto: Weldel Rêgo
Homenagens marcam a abertura do XI Congresso FENAM José Caires Meira
O evento foi dedicado aos médicos sindicalistas José Caires Meira e Chico Passeata.


25/05/2012
A abertura solene do XI Congresso FENAM José Caires Meira, realizada na noite da última quinta-feira (24), foi marcada por homenagens. Realizado no Teatro Alberto Maranhão da cidade de Natal, o evento teve o objetivo de iniciar os trabalhos dos próximos dias, que resultarão na eleição da nova gestão e apresentação da "Carta de Natal", que reunirá as diretrizes e ações do movimento médico para os próximos anos. Todos os participantes da mesa ressaltaram a efetividadedo movimento médico neste biênio (2010-2012) que vai se findando.

"Tudo o que conquistamos nos deixa confiantes em obter vitórias mais sólidas. Tivemos algumas, mas ainda faltam muitas. O trabalho está inciado", destacou o presidente da FENAM, Cid Carvalhaes, após falar sobre a trajetória de luta da entidade.

Ele foi presenteado com uma placa de reconhecimento de suas atividades na FENAM pelo Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte, representado pelo presidente, Geraldo Ferreira, na ocasião.

O evento foi dedicado aos dois grandes líderes sindicais, José Caires Meira e Francisco Monteiro, conhecido como "Chico Passeata". O primeiro, presidente do Sindicato dos Médicos da Bahia, falecido neste ano e o segundo, médico sanitarista e poeta, no ano passado. Suas respectivas esposas, Inalba Fontenele e Helena Serra Azul receberam comendas do fundador da FENAM, Charles Damiam. Ao final, dois vídeos foram apresentados com fotos de vários momentos da vida dos dois homenageados na noite.

O senador Paulo Davim (PV-RN), enfatizou os encontros com dirigentes das entidades médicas nos corredores do Congresso em defesa pelas ideias da categoria.

"Precisamos de reconhecimento, qualidade do trabalho e salário digno e não de novas escolas e profissionais despreparados vindo do exterior. Cid Carvalhaes determinou um ritmo de liderança nesse processo que jamais será esquecido," destacou o parlamentar.
O presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Florentino Cardoso, explanou a preocupação sobre o subfinanciamento da saúde e lembrou sobre o Projeto de Iniciativa Popular, que defende a garantia dos 10% da corrente bruta da União para o setor.

O vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Aloísio Tibiriçá, complementou o argumento de Florentino Cardoso, lembrando desafios da próxima gestão, que necessita do papel com a sociedade.
"Qual o projeto de saúde para o Brasil? O médico vai aonde tem qualidade, então é preciso um projeto vindo do próprio Governo para fixar o profissional. Estamos resistindo e nos articulando contra os problemas da saúde suplementar e contra a Medida Provisória 568. Começamos a nos mobilizar efetivamente e com vitórias. E continuaremos a atuar unidos."

A mesa também foi composta pela representante do governo do Rio Grande Norte, Maria Bernadette; pela representante municipal, Maria do Perpétuo Nogueira, pelo presidente do CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários), Murilo de Celso Campos Pinheiro. Ao final, Cid Carvalhaes agradeceu a todos aqueles que fazem parte da FENAM. Para encerrar a noite, os congressistas foram presenteados com show de Ópera Rock e coquetel.

Fonte : Fernanda Lisboa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1267 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)