Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

GO: Conselho Regional emite nota de desagravo após exoneração de diretores de Hospitais



17/11/2011
Diante da informação que o Governo do Estado determinou a exoneração dos diretores do Hospital de Doenças Tropicais (HDT), Hospital Geral de Goiânia (HGG), Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa) e do ex-diretor do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), indiciados por suspeita de irregularidades no uso do Fundo Rotativo, o CREMEGO vem a público DESAGRAVAR os médicos Boaventura Braz de Queiroz, André Luiz Braga das Dores, Gelson José do Carmo e Salustiano Gabriel Neto.

O Cremego reconhece a dedicação e a abnegação dos quatro médicos à frente da diretoria desses hospitais, que enfrentam a pior crise já registrada na área da saúde pública em Goiás e já denunciada pelo Conselho aos órgãos competentes.

Ressaltamos que, há tempos, o Fundo Rotativo é a única fonte de recursos disponível para sanar problemas emergenciais nas unidades, como a compra de medicamentos e materiais, e, assim garantir a continuidade da assistência aos pacientes, inclusive salvando vidas.

Esse uso pelos diretores vinha sendo feito com autorização dos titulares da Secretaria Estadual de Saúde e se fazia necessário diante da falta de outras fontes de financiamento, de falhas no planejamento e da burocracia nos processos de compras da Secretaria.

Portanto, o Cremego espera que o Governo tenha o bom senso de não usar os médicos e diretores dos hospitais como bodes expiatórios em mais um caso que expõe a necessidade urgente de mais investimentos e melhoria da gestão das unidades públicas de saúde em Goiás.

O Conselho defende e exige das autoridades competentes a apuração de todas as denúncias de fraudes na área da saúde e a punição dos responsáveis por irregularidades que penalizam ainda mais esse setor tão carente de recursos. Mas, repudia qualquer acusação a profissionais que apenas buscaram garantir o atendimento à população.

Esclarecemos aos médicos que o preenchimento das vagas abertas com a injusta exoneração dos diretores caracteriza uma infração ao Código de Ética Médica.

Goiânia, 16 de novembro de 2011.
DR. SALOMÃO RODRIGUES FILHO
Presidente

Fonte: CREMEGO
Fonte : CFM



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 574 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)