Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Seminário Médico/Mídia Nordeste começa nesta quinta-feira em Natal


Foto: site do Sinmed/RN
Seminário Médico/Mídia Nordeste começa nesta quinta-feira em Natal
O presidente do Sinmed/RN, Geraldo Ferreira, diz que um dos focos do evento é verificar a melhor maneira para garantir que a informação chegue à sociedade coerente com o que foi dito e clara para o entendimento comum


28/09/2011
Fazer-se compreender. Esse é um dos objetivos do II Seminário Regional Médico Mídia, que tem inicio amanhã, realizado pelo Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed RN), com apoio da Federação Nacional dos Médicos. O evento, baseado em palestras e debates, busca estreitar e facilitar a relação entre médicos e jornalistas.

O presidente do Sinmed RN, Geraldo Ferreira, explicou que o evento será realizado com três focos. O primeiro é fazer os jornalistas compreenderem melhor a linguagem médica, o outro é levar os médicos a compreenderem o que os jornalistas esperam deles em uma entrevista e, por último, ver a melhor maneira para garantir que a informação chegue à sociedade coerente com o que foi dito e clara para o entendimento comum.

"Nós temos de trabalhar em conjunto para que as notícias sejam claras, lógicas e verdadeiras", ressaltou Geraldo Ferreira, lembrando que uma preocupação do setor é a distorção de informações provocadas pelo ruído na comunicação.

Para o presidente do Sinmed, é necessário que se estreite as relações entre os dois setores. E os médicos têm percebido a importância de dar informações à sociedade, principalmente em casos de tratamento de pessoas famosas e de acidentes de trabalho, quando se desperta maior interesse na população. Mas em algumas ocasiões, ficam presos à ética profissional.

"Isso tudo é um jogo que envolve três vertentes: o direito da imprensa de divulgar uma informação, o direito do paciente de se resguardar e a possibilidade do médico que acompanha o caso de dar ou não a informação", citou Geraldo Ferreira. "Se eles não quiserem exposição, a gente não pode fazer muita coisa. Divulgar informações a respeito do caso de saúde ou do tratamento de um paciente sem seu consentimento vai de encontro à ética", ressaltou.

Um dos objetivos do evento, lembrou Geraldo, é justamente mostrar para os jornalistas que "para tudo tem limite". Para ele, a relação do médico com a mídia já tem mudado de maneira considerável. Esse avanço se observa principalmente quando as informações divulgadas são institucionais ou quando os médicos são consultados como corpo científico para prestar esclarecimentos sobre determinados temas. A dificuldade permanece ainda quando os temas são de comoção popular, em que a mídia "abusa" de vários meios para garantir a audiência.

Evento acontece pela primeira vez em Natal

O Seminário Médico Mídia, ediçao nacional, já é organizado pela Federação Nacional de Médicos há seis anos no Rio de Janeiro e teve sua primeira edição regional em Alagoas, em março de 2010. Este ano, a segunda edição do Médico/Mídia Nordeste teve Natal como cidade eleita para sediar o evento.

A escolha dos profissionais que participarão do evento não foi feita de maneira aleatória. Primeiro, explicou o presidente do Sinmed RN, Geraldo Ferreira, se tentou atingir todos os veículos de comunicação da capital potiguar. Depois, priorizou-se a participação de editores e repórteres de rua. E como o evento é regional, deu-se espaço aos representantes de todos os estados para que pudessem apresentar o cenário local.

Entre os convidados, estão os jornalistas Cassiano Arruda Câmara, Vicente Serejo, Gustavo Farrache, Juliska Azevedo, Erika Zuza e Taciana Burgos. Além de alguns representantes de entidades médicas como Waldir Cardoso (secretário de Comunicação da FENAM), Tarcísio Campos (presidente do Sindicato dos Médicos da Paraíba), Álvaro Barros (presidente da Associação Médica do RN) e Wellington Galvão (vice-presidente da FENAM e presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas).

O evento começa, nos dois dias, às 8h30min da manhã. No primeiro dia, 29, após o credenciamento e as boas vindas dados pelo presidente da entidade anfitriã, começa o painel de palestras. Na ocasião, entre outras discussões, se tentará responder a pergunta "Quem é o médico, o que pensa e o que espera do entrevistador?". No mesmo dia ainda haverá simulação de entrevista para dirigentes de entidades médicas e uma palestra sobre os termos utilizados na medicina.

No segundo dia, se discutirá o papel da assessoria de imprensa em um sindicato e as controvérsias e dúvidas na exposição do médico à mídia.





Fonte : Tallyson Moura/NOVO JORNAL, com edição de Carol Reis/SINMED RN



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 829 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)