Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: sindicato adverte que decisão do TRF impede trabalho de médicos uruguaios



07/06/2011
O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul publicou nota oficial neste domingo, 5, alertando para a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, com sede em Porto Alegre, que impede médicos uruguaios sem revalidação de diploma e registro em conselho da categoria de trabalharem no Brasil. A comunicação busca fazer a advertência de que os profissionais podem ser presos por exercício ilegal da Medicina.

Para a entidades sindical, a liminar obtida pela Santa Casa de Santana do Livramento na Justiça e que garantiria a possibilidade da contratação dos uruguaios não se sobrepõe ao encaminhamento do Tribunal. "Portanto, é inócua a autorização ao estabelecimento de saúde. Caso não revalidem os diplomas, esses supostos médicos poderão ser presos por exercício ilegal de Medicina", previnem os dirigentes.

A mais recente tentativa de burlar as leis vigentes gerou ainda pedido do SIMERS junto à Superintendência da Polícia Federal, na semana passada, para que providências sejam tomadas. O presidente do Sindicato Médico, Paulo de Argollo Mendes, lembra que já há determinação do Ministério da Justiça para que a Polícia de Imigração coíba a atuação ilegal. No final de 2010, a entidade formalizou no Ministério a denúncia da irregularidade, praticada por prefeituras, entre elas Santa Vitória do Palmar.
Fonte : SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1016 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)