Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Evento busca mais espaço para médicas no país


Foto: divukgação/Simers
Evento busca mais espaço para médicas no país
A secretaria de Discriminação e Gênero da FENAM, comandada por Maria Rita de Assis Brasil, organiza o evento inédito na região sul


18/05/2011
As mulheres são quase a metade da força de trabalho médico no Brasil, um espaço conquistado em menos de três décadas, mas ocupam menos de 20% dos postos de direção das entidades que representam a categoria no País. A busca por mais espaço e garantia de representatividade pautará o 2º Encontro Nacional de Mulheres das Entidades Médicas, a ser realizado nesta quinta e sexta-feira, dias 19 e 20 de maio, no Hotel Sheraton, em Porto Alegre (RS).

A iniciativa, liderada pela Secretaria de Discriminação e Gênero da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), tem inscrições gratuitas e é aberta às profissionais de todos os estados e do Distrito Federal. Informações pelo www.simers.org.br/encontromulheres. (programação completa abaixo)

Com o tema União é a Nossa Identidade, o evento, inédito na Região Sul, traçará um panorama da atuação feminina na Medicina, as especificidades para o desempenho das jornadas de trabalho, os direitos humanos e a saúde (tema que ganha cada vez mais relevância diante da insuficiência de financiamento e estrutura de assistência), o assédio moral, a trajetória histórica da presença das mulheres no setor e a inserção na política brasileira.

A secretária de Discriminação e Gênero da FENAM e vice-presidente do Sindicato Médico do RS (SIMERS), Maria Rita de Assis Brasil, ressalta que a meta do movimento é alterar a baixa presença das médicas nos postos diretivos, adotando, por exemplo, o parâmetro da legislação eleitoral que prevê mínimo de 30% das vagas para as mulheres.

"Conquistamos um importante espaço na área de exercício profissional, mas a repercussão não é a mesma na composição do comando de associações, conselhos e sindicatos", confronta Maria Rita. "Precisamos encontrar uma forma de trazer nossas colegas para esses espaços". Sobre assédio, a dirigente lembra que é uma realidade no dia a dia da profissão. Ela também projeta a necessidade de aprofundar o debate sobre a quantidade de trabalho, insalubridade e exposição a situações de violência. O encontro resultará naCarta de Porto Alegre, que apontará as ações para a busca de avanços e maior participação feminina.

A Secretaria de Discriminação e Gênero da FENAM, com apoio do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Associação Médica Brasileira (CFM), da Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR) e do SIMERS, além das demais organizações vinculadas às entidades, convidou um time de primeiro nível de mulheres para liderar os debates.

Entre elas estão médicas que ocupam posições em instituições nacionais da categoria, gestoras, como a secretária de Política para Mulheres do RS, Márcia Santana, a juíza do Trabalho Mara Loguércio, a promotora de Justiça e Direitos Humanos do Ministério Público do RS, Marinês Assmann, a vereadora porto-alegrense Maria Celeste, e a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB/RJ).




PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

Quinta-feira - 19 de maio

8h30 às 9h - Recepção e credenciamento.
9h às 9h30 - Abertura oficial com presidentes da FENAM, do CFM, da AMB e da ANMR. 



9h30 às 10h15 - Painel: Gênero e Direitos Humanos, com Patrícia Bernardes, e a secretária de Política para Mulheres do RS, Márcia Santana. Coordenação: médica Maria Rita de Assis Brasil, vice-presidente do SIMERS e secretária de Discriminação e Gênero da FENAM.

10h15 às 10h30 - Diálogo com o plenário.

10h50 às 13h - Painel Balanço do trabalho feminino nas regiões.

14h45 às 15h15 - Palestra Assédio Moral, com a vereadora de Porto Alegre, Maria Celeste.

15h15 às 15h30 - Diálogo com o Plenário.

15h30 às 16h20 - Painel: Mulher e Residência Médica, com a médica Maria do Patrocínio Tenório Nunes, secretária-executiva da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), e a médica Beatriz Rodrigues Abreu da Costa, vice-presidente da Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR). Coordenação: médica Márcia Rosa de Araújo, presidente do CREMERJ, e CFM.

16h40 às 17h20 - Painel: Mulher e a Academia, com a médica Sumaia Boaventura André (CRM-BA) e Pauline Elias Josende, presidente do Núcleo Acadêmico SIMERS e estudante de Medicina. Coordenação: AMB.


Sexta-Feira | 20 de maio

9h às 9h45 - Palestra: Trabalho e Gênero, com a juíza Mara Loguércio.



9h45 às 10h - Diálogo com Plenário.



11h30 às 12h30 - Painel: Saúde e Direitos Humanos, com a promotora de Justiça e Direitos Humanos do Ministério Público do RS, Marinês Assmann, e a vice-presidente do SIMERS e secretária de Discriminação e Gênero da FENAM, a médica Maria Rita de Assis Brasil.

13h45 às 14h - Diálogo com Plenário.

15h30 às 17h - Grupos para sistematização do Encontro, definição de propostas de novas atividades e redação da Carta de Porto Alegre.



17h às 17h30 - Palestra Mulher e Política, com a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

Encerramento: Debate e apresentação da "Carta de Porto Alegre".


Fonte : Imprensa/Simers



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1447 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)