Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

MG: médicos psiquiatras lutam por isonomia no valor dos plantões



11/10/2010
Os médicos dos Cersams - Centros de Referência em Saúde Mental vinculados à Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (MG) realizaram a primeira assembleia geral extraordinária, dia 5 de outubro, no Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG). Os psiquiatras vinham se reunindo há mais de quatro meses, em busca de uma resposta às reivindicações da categoria.

Durante a assembleia, o diretor André Christiano dos Santos relatou a reunião realizada no último dia 30 com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Gouvêa, e assessores. Segundo o diretor, a reunião só foi agendada depois que o secretário tomou conhecimento do abaixo-assinado elaborado e assinado por 26 dos 31 psiquiatras que atuam nos centros de referência.

André destacou que a participação dos médicos na reunião foi muito importante para que o secretário sentisse realmente o envolvimento da categoria na busca de um serviço de melhor qualidade na saúde mental. Pelo sindicato, participaram além de André, os diretores Fernando Mendonça e Artur Mendes.

Durante o encontro com Marcelo Gouvêa, os médicos insistiram na isonomia no valor do plantão pago aos médicos da urgência e do Cersam. "Não conseguimos entender o motivo pelo qual um plantão nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e do Serviço de Urgência Psiquiátrica (SUP) já seja remunerado com R$ 900 nos finais de semana e, para nós, do Cersam, ainda seja de apenas R$350, podendo vir a ser de R$ 700, caso seja aprovado na Câmara", dizem. Os psiquiatras também pedem que o valor de R$900 seja retroativo a setembro de 2009, conforme ocorrerá com os colegas da urgência das UPAS.

Durante a reunião o secretário alegou que não havia como mudar o Projeto de Lei, mas ficou de dar uma resposta aos médicos em nova reunião, agendada para 8 de outubro, às 10 horas, na Secretaria de Saúde.
Conforme deliberação da assembléia, a categoria vai insistir na questão da isonomia e pagamento retroativo. Se isso não ocorrer, podem decidir por paralisação na próxima assembleia marcada para o dia 13 de outubro, às 19 horas, no sindicato.

Aprovação do projeto

Após a realização da assembleia do dia 5 de outubro, foi divulgada no Diário Oficial do município uma nota dizendo que o Plenário da Câmara Municipal tinha aprovado em 1º turno, em reunião ordinária, o PL 1.174/10, que concede reajuste aos servidores da Prefeitura de Belo Horizonte. O sindicato vai avaliar o projeto aprovado, para ver se todas as reivindicações foram contempladas.

Segundo o Diário Oficial, para agilizar a tramitação em 2º turno, o vereador Paulo Lamac (PT), líder do governo na Câmara, solicitou reunião conjunta das Comissões de Legislação e Justiça, Administração Pública e Orçamento e Finanças, com objetivo de apreciar as emendas ao projeto para que retorne ao Plenário nos próximos dias.
Fonte : Sinmed/MG



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1370 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)