Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Câmara: seguridade deve aperfeiçoar o SUS, diz presidente da Comissão



15/03/2010
Vieira da Cunha afirma que seu compromisso, à frente da comissão, será trabalhar para que o direito à saúde seja garantido.

O deputado Vieira da Cunha (PDT-RS), novo presidente da Comissão de Seguridade Social e Família, da Câmara dos Deputados, considera que o principal desafio de sua gestão será aperfeiçoar o SUS e fazer com que a Constituição seja cumprida em relação ao direito à saúde. Segundo ele, o sistema é um bom programa, mas possui gargalos que precisam ser resolvidos. O deputado declarou ainda que a comissão vai discutir o reajuste dos aposentados, o fator previdenciário, o combate às drogas e a proteção à saúde da criança e do adolescente.

Leia a seguir a entrevista concedida à Agência Câmara:

Que tema o senhor considera prioritário para tratar durante sua gestão?

Os temas que são de competência da comissão são prioritários para a população, pois tratam de saúde, previdência, assistência social, direitos das crianças e adolescentes. Todos têm relevância para a sociedade e terão destaque.

O senhor poderia destacar algum projeto especificamente?

Nossa pauta tem dezenas de projetos que já estão com pareceres aptos para serem votados. Na primeira sessão [dia 10], votamos quatro deles, todos relevantes, sendo um deles relativo aos direitos da mulher. Foi votado na semana das mulheres e em homenagem a elas.
[O deputado se refere à proposta que determina que mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica tenham atendimento prioritário nos serviços públicos de saúde. O texto aprovado pela comissão foi o substitutivo da deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA), que engloba sugestões dos projetos de lei 1534/07, 2481/07, 3278/08, 5136/09, 5625/09 e do 3084/08. De acordo com o substitutivo, as vítimas terão atenção integral no tratamento das lesões corporais, inclusive nos procedimentos cirúrgicos reparadores e estéticos, no atendimento psicológico e na assistência social.]

Como a comissão pode ajudar a saúde pública?

A saúde foi concebida pelo legislador constituinte – corretamente – como um direito de todos e um dever do Estado. Cumprir esse preceito constitucional, contudo, não tem sido fácil para os gestores do Sistema Único de Saúde. Há gargalos e distorções que ainda fazem desse generoso sistema, criado há mais de 20 anos, um ideal a perseguir. Quero assumir compromisso público de lutar ao lado dos profissionais da saúde, lideranças comunitárias e agentes públicos pelo aperfeiçoamento e fortalecimento do SUS, a fim de que os serviços de saúde no Brasil estejam efetiva e qualificadamente a serviço de todos os brasileiros, independentemente da sua condição social e econômica.

Pretende dar tratamento especial aos aposentados?

A Confederação Brasileira dos Aposentados e demais entidades representativas da categoria terão as portas da nossa comissão sempre abertas para o encaminhamento dos seus assuntos. Enquanto estivermos na presidência, a Comissão de Seguridade será uma trincheira de luta dos aposentados para que as suas justas reivindicações sejam atendidas.

Como serão as reuniões da comissão?

Vamos ter sessões ordinárias [de votação] às quartas-feiras, reservando às terças para audiências públicas.
Fonte : Agência Câmara



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 711 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)