Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Superlotação de unidade de saúde revela despreparo de Porto Alegre para a nova gripe


Foto: divulgação/Simers
Superlotação de unidade de saúde revela despreparo de Porto Alegre para a nova gripe
Cerca de 140 pessoas aguardavam atendimento no PACS de Porto Alegre na última segunda-feira


22/07/2009
A superlotação do Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS), a maior emergência do Sistema Único de Saúde (SUS) fora de hospital no Rio Grande do Sul, prova que Porto Alegre não está preparada para enfrentar a demanda da nova gripe. O alerta é do Sindicato Médico do RS (SIMERS), que enviou representantes ao PACS na noite do último dia 20, quando foram registradas 140 pessoas à espera de consulta. O tempo ultrapassava 12 horas para atendimento. O presidente da FENAM e do SIMERS, Paulo de Argollo Mendes, disse que está claro que a epidemia chegou e que a população necessita de estrutura. Já o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, estima que vacina contra o vírus A(H1N1) só deverá ser disponibilizada para a população no inverno de 2010.

Apesar do crescimento da procura, o número de médicos se mantém e a estrutura é a mesma. A situação é tensa, com ameaça de agressão física de funcionários por pessoas que estão cansadas e impacientes por conta da longa espera.

Três diretores do sindicato foram ao local após denúncia de profissionais que não sabem o que fazer diante da pressão e falta de condições mínimas de assistência. Os dirigentes do SIMERS constataram cenas lamentáveis: duas crianças (de um e três anos) dividindo o mesmo leito de 50 centímetros), outra menina com pneumonia internada em um banco no corredor, apoiada pela mãe, e espera de 12 horas para consulta. O presidente do SIMERS e da FENAM, Paulo de Argollo Mendes, ressaltou que as graves deficiências têm sido denunciadas e que não há ação dos gestores municipais, estaduais e federais.

"O quadro tende a piorar. As pessoas estão correndo aos postos, faltam médicos e até máscara de proteção. Algo tem de ser feito, e com urgência", cobrou Argollo. Ele lembra que dois hospitais - Luterano e o Independência - estão fechados. As duas unidades de saúde têm boa estrutura de emergência e mais de 200 leitos juntos. "Já está claro que a epidemia chegou. A população necessita de estrutura", concluiu Paulo Argollo.

Situação delicada

O Rio Grande do Sul é um dos estados nos quais a situação é mais delicada e onde foi registrado o segundo maior número de óbitos até a manhã desta sexta-feira (24). Das 34 mortes decorrentes do vírus A(H1N1) registradas em todo o Brasil, 16 foram no Rio Grande do Sul.

Vacina

Em entrevista concedida ao telejornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, estima que a vacina para a nova gripe só deve chegar ao Brasil em 2010. Segundo ele, o Instituto Butantan, em São Paulo, deve disponibilizar o produto para a população no inverno do ano que vem. Um laboratório australiano já está testando em um grupo de voluntários a vacina contra o vírus A(H1N1), o que foi considerado por Temporão como "uma boa notícia".

Kits de tratamento

Durante a entrevista, o ministro disse ainda que o Brasil possui 9 milhões de kits de tratamento para a nova gripe. "Temos 9 milhões de tratamentos da Fundação Oswaldo Cruz em matéria-prima, que estão sendo encapsulados. Nas próximas semanas, vamos receber mais 150 mil. Na última terça-feira chegaram mais 50 mil tratamentos, que estão sendo distribuídos para os estados onde a situação é mais delicada: Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, principalmente. Mas todos os estados vão receber o medicamento específico", garantiu José Gomes Temporão.



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 2568 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)